sexta-feira, 13 de julho de 2018

Escola Aluízio Gurgel aplica simulado e avalia aprendizagem contínua

A Escola Municipal Professor Aluízio Gurgel realizou recentemente a aplicação de simulados das disciplinas de Português (Valdécio), Matemática (Fábio) e Ciências (Wendell) com as turmas do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental.
Esse instrumento avaliativo faz parte do plano de ação pedagógica elaborado, discutido e aprovado pelo supervisor pedagógico Jozenildo Morais e por todo corpo docente com a finalidade de verificar como está o aprendizado dos estudantes nos dois primeiros bimestres do ano letivo em curso.
O trabalho realizado pelos professores, acompanhado pela supervisão e direção escolar tem rendido resultados satisfatórios nesse primeiro semestre de 2018. O número de acertos nas Olimpíadas Brasileiras de Matemática - OBMEP no ano passado foi de 6 pontos, já este ano subiu para 8 pontos nos níveis I e II.
"Nossa meta é em conjunto trabalharmos para melhorar o IDEB que inclusive já é bom. Todos os profissionais da educação que fazem parte da equipe são comprometidos e engajados nesse propósito", disse Everton Souza, diretor da EMAG.

Estudantes da EJA participaram de aula de campo em Apodi

Os estudantes da Educação de Jovens e Adultos - EJA, pertencentes a Escola Municipal Professor Aluízio Gurgel, participaram no último dia 30/06 de uma aula de campo em Apodi/RN.
A atividade integra o conjunto de ações pedagógicas planejadas no início do ano pela supervisão e corpo docente da referida unidade de ensino, com o objetivo de melhorar o processo de aprendizagem escolar. A viagem teve o apoio da Prefeitura Municipal de Janduís/Secretaria Municipal de Educação.

Os professores Valdécio (Português), Adaílza (Geografia/Ciências) e Maria Helena (Ed. Física), além dos servidores Walner (Porteiro) e Maria Gilene (ASG), coordenaram os estudantes. A chegada dos alunos da EJA ao distrito de Soledade foi bastante acolhedora pelos guias de turismo na sede do museu.

No sítio arqueológico do Lajedo de Soledade os guias apresentaram as orientações devidas para a visita às grutas, sugerindo que as turmas fossem divididas em duas turmas para conhecer os principais pontos do sítio arqueológico, que ninguém jogasse lixo naquele espaço e nem tocasse nas pinturas rupestres das rochas e que ficassem em silêncio para facilitar a explicação da história do Lajedo e a importância de sua preservação.

Os primeiros habitantes do Lajedo que foram índios que alí deixaram marcas de sua cultura, atrás de pinturas rupestres, e que cada pintura tem um significado. Os alunos vivenciaram momentos incríveis, como entrar em cavernas e ter o contato com a história e a geografia do nosso RN.

Foram momentos de aprendizagem e descontração em que os participantes registraram cada painel de pinturas rupestres através de fotos, vídeos e anotações, além do entrosamento dos alunos com os guias através de toda a história do Lajedo.

Ao conhecer os principais pontos do sítio arqueológico Lajedo de Soledade e sua história, retornamos ao museu. Nesta ocasião vivenciamos e tivemos contato com o objeto da história, conhecemos vários vestígios de toda a história.

Momento sublime e espetacular para todos. Ao conhecer esses dois pontos importantes do distrito de Soledade, municipio de Apodi, despertou o interesse em todos em ir conhecer um dos maiores reservatório de recursos hídricos do RN, a tão admirável barragem de Santa Cruz.

De volta a Janduís ainda passaram na cidade de Caraúbas e visitaram a II Expoeste para conhecer os produtos que ali estavam sendo comercializados, a produção do homem agropecuarista e outros aspectos regionais.

Todos que participaram da aula de campo-passeio ficaram encantados com a obra e resolveram ali fazer seu lazer, tomaram banho, tiraram fotos, almoçaram e se divertiram bastante.

Vejam a seguir, alguns registros fotográficos:

















quarta-feira, 6 de junho de 2018

Prefeito José Bezerra dá resposta direta a "aliados" insatisfeitos

O prefeito Zé Bezerra (PSOL) anda inconformado com a fala de alguns "companheiros" da gestão que, segundo ele, não estão defendendo a administração ou a linha de pensamento do atual mandatário do poder executivo janduiense.
Uma fonte de coturno alto confidenciou ao blog que o prefeito não teria gostado da solenidade oficial de abertura das festividades alusivas ao aniversário do Município sem a sua presença. A página da Assessoria de Comunicação da Prefeitura não noticiou a atividade.

Pior ainda teria sido o comentário de alguns oradores no evento que pediram aos poucos munícipes presentes que não perdessem as esperanças, deixando entender que a gestão não vai bem, mas que ninguém deve se rebelar, agora.

Vereadores da base situacionista reclamam do prefeito pela falta de diálogo. Ele, por sua vez, alega ter buscado sem sucesso essa comunicação. Há insatisfação e desarmonia por todo lado.

Dizem os bastidores que tudo é orquestrado. Fala-se na existência de "grupos" dentro da gestão mais para atrapalhar do que para ajudar...Segue a novela e estamos atentos aos próximos capítulos, de uma história que à boca miúda todo mundo sabe o seu fim! 

Presos podem ter de arcar com os custos da permanência na prisão

Os presidiários poderão ser obrigados a ressarcir o estado por despesas de manutenção com o cumprimento da pena. É o que prevê o Projeto de Lei do Senado (PLS) 580/15, de autoria do senador Waldemir Moka (MDB). 

O texto foi aprovado nesta quarta-feira (6) pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, em decisão terminativa. Por isso, se nenhum senador apresentar recurso para que a matéria seja votada no plenário da Casa, ela segue direto para a Câmara dos Deputados. 

De acordo com o projeto, os detentos poderão custear os gastos por meio de recursos próprios ou pelo trabalho. No caso de não possuir recursos próprios, o condenado deverá trabalhar para esse ressarcimento. 

"O projeto é de importância ímpar, no momento em que o país todo recebe o Atlas da Violência, em que a bandidagem toma conta do país. Cada preso hoje gasta em média R$ 2.440 por mês, valor acima de muitos salários de professores e de muitos profissionais de outras áreas do país", alertou o senador Ronaldo 

Caiado (DEM), relator da proposta. Se proposta também for aprovada na Câmara, a expectativa é de que o estado tenha mais recursos livres para políticas públicas. "Não vamos ter de gastar com condenado para car com mordomia de penitenciárias e sendo recrutados por facções criminosas", ressaltou Caiado.

Fonte: Senado Federal.

terça-feira, 5 de junho de 2018

Prefeito e secretários ficam sem salários até quitar dívida com servidores

O juiz da Vara do Trabalho da Comarca de Macau, Higor Marcelino Sanches, determinou o bloqueio dos salários do prefeito de Macau, Túlio Lemos, e dos secretários da Prefeitura.

O bloqueio foi determinado até o montante de 400 mil reais. A decisão é resultado de ações trabalhistas movidas por mais de 30 funcionários exonerados que ficaram com salários a receber.

“Trabalhadores sem receber suas verbas mais básicas, como salários dos últimos seis meses. A situação chegou a um estado crítico. Determino o imediato bloqueio do valor de R$ 400 mil, já que cada trabalhador tem, em média, um crédito salarial de R$ 15 mil a receber”, escreveu Higor Marcelino em sua decisão.

O alvo foram os salários do prefeito e dos secretários para que não haja prejuízo no funcionamento da Prefeitura.

Fonte: Blog de Thaisa Galvão