quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Homem morre afogado em Upanema

Na tarde desta quarta-feira, 25/02, a Polícia Militar de Upanema/RN foi acionada para uma ocorrência de mais um afogamento no famoso Rio Upanema, ao chegarem no local, os PMs encontraram o corpo de um homem mais conhecido por Boquinha. 
Até o momento, ninguém sabe a causa do afogamento, mas, segundo informações, Boquinha era alcoólatra. O ITEP foi acionado para realizar os procedimentos de praxe, providenciando a transferência do corpo para Mossoró e em seguida, a liberação para o sepultamento no cemitério público local.

Dilma irá propor aposentadoria 85/95. Irresponsável!

O governo Dilma Rousseff (PT) deve apresentar propostas de mudança ao tempo para aposentadoria. Em entrevista ao Estado de S. Paulo, o ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, defendeu o conceito 85/95 (soma da idade com o tempo de serviço) – 85 para mulheres e 95 para homens. 
Segundo o ministro, a expectativa de sobrevida no Brasil subiu 4,6 anos na última década. Gabas diz que a expectativa de vida chega a 84 anos e a idade média de aposentadoria por tempo de contribuição é de 54 anos.“Então o cidadão fica 30 anos, em média, recebendo aposentadoria. Não há sistema que aguente. Para que o nosso sistema previdenciário seja preservado temos que estender um pouquinho essa idade média de aposentadoria, que é uma discussão diferente, que ainda não entrou na pauta”, afirmou.

Lula reconhece fragilidade de Dilma

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aconselhou a presidenta Dilma a “levantar a cabeça”, diante da crise política gerada pelo caso Petrobras. Lula participou, na noite de hoje (24), de ato em defesa da estatal, na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no centro do Rio, ao lado de lideranças políticas, sindicais, artísticas e acadêmicas.
“A Dilma tem que deixar o negócio da Petrobras com a Petrobras. O negócio da corrupção, com o ministro da Justiça e com a Polícia Federal. A Dilma tem que levantar a cabeça e dizer ‘eu ganhei as eleições’. A Dilma não pode e não deve ficar dando trela. Nós ganhamos as eleições e parece que estamos com vergonha de ter ganho”, disse.

Advogado protocola pedido de impeachment de Dilma

Nesta quarta-feira, 25 de fevereiro, foram protocolados na Câmara dos Deputados dois novos pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. O autor é o advogado Luís Carlos Crema. Ao blog de Claudio Tognolli ele explicou, com exclusividade: O primeiro pedido de impeachment fundamentado nas provas obtidas na Operação Lava Jato, registra o cometimento de dois crimes de responsabilidade.
Um, por violação à Constituição Federal e à legislação eleitoral, vez que, conforme indicam as provas colhidas nas delações premiadas, parte do dinheiro roubado da Petrobras foi utilizado para financiar a campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República em 2014”, afirmou o advogado. 
Crema continua: “O outro crime denunciado, decorre do fato de que parcela do dinheiro roubado, desviado ao PMDB e PP, foi utilizado para comprar o apoio de partidos políticos à administração da presidente Dilma, evidenciando, assim, o crime de responsabilidade por atentar contra o livre exercício do Poder Legislativo.
O segundo pedido de impeachment denuncia a improbidade administrativa da presidente Dilma, por negligenciar e permanecer inerte frente aos crimes cometidos na Petrobras que geraram prejuízo estimado de R$ 88,6 milhões, conforme revelado pela presidente do Conselho de Administração, Graça Foster.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

EMPARN prevê chuvas em diversos municípios potiguares

Segundo boletim da EMPARN, a previsão para esta sexta-feira (20) é de tempo parcialmente nublado com pancadas de chuvas no período. Em Janduís choveu forte na quarta e quinta-feira (18 e 19). Graças a Deus começa a encher os pequenos açudes e reservatórios de água.
A atuação do vórtice ciclônico de ar superior, juntamente com a zona de convergência intertropical deixarão o céu sobre o estado com predominância de parcialmente nublado com ocorrência de chuvas em todas as regiões. “Principalmente nas regiões Oeste Central e Leste”, diz o boletim.

Câmara retomará trabalhos legislativos

A Câmara Municipal de Janduís retomará os trabalhos legislativos na próxima terça-feira, 24/02, a partir das 9 horas.

Na oportunidade, a prefeita Lígia Félix (PROS) fará a leitura da mensagem anual do Poder Executivo Municipal.

FHC diz que Dilma foi descuidada e Aécio diz que ela quer zombar

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta sexta-feira, por meio de nota, que, em vez de "tentar encobrir" suas responsabilidades, a presidente Dilma Rousseff deveria "fazer um exame de consciência" sobre supostos erros que cometeu na gestão da Petrobras.
A nota foi resposta a uma declaração de Dilma, que situou em 1996 e 1997 [anos do governo FHC] a origem do esquema de corrupção na Petrobras. "Se tivessem investigado e tivessem naquele momento punido, nós não teríamos o caso desse funcionário da Petrobras que ficou durante mais de 20 anos praticando atos de corrupção", afirmou a presidente.
Segundo FHC, a petista foi "descuidada" ao não recusar a compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), na época em que presidia o conselho de administração da estatal.
"A excelentíssima presidente da República deveria ter mais cuidado e, em vez tentar encobrir suas responsabilidades jogando-as em mim, que nada tenho a ver com o caso, fazer um exame de consciência e assumir que pelo menos foi descuidada ao não recusar a compra da refinaria de Pasadena e aguardar com maior serenidade que se apurem as acusações que pesam sobre o seu governo e de seu antecessor", escreveu o ex-presidente no comunicado.
Antes de Fernando Henrique se manifestar, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, concedeu entrevista na qual afirmou que Dilma parece "querer zombar" dos brasileiros ao apontar a origem da corrupção na Petrobras no governo FHC.
O ex-presidente afirma na nota que o caso da Petrobras é um "processo sistemático" que se desenvolveu nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma, os quais responsabilizou pela nomeação dos ex-diretores acusados de corrupção.
"Não se trata de desvios de conduta individuais de funcionários da Petrobras, nem são eles, empregados, em sua maioria, os responsáveis. Trata-se de um processo sistemático que envolve os governos da Presidente Dilma (que ademais foi presidente do Conselho de Administração da empresa e Ministro de Minas e Energia) e do ex- presidente Lula. Foram eles ou seus representantes na Petrobras que nomearam os diretores da empresa ora acusados de se conluiarem com empreiteiras e, no caso do PT, com o tesoureiro do partido, com o propósito de desviarem recursos em benefício próprio ou partidários", diz o texto da nota.
Um dos delatores da Operação Lava Jato, o executivo da Toyo Setal Augusto Mendonça relatou em juízo que o "clube" de empreiteiras que dividia entre si obras da estatal passou a combinar resultados de licitações desde meados da década de 1990, quando o país era governado por FHC.
Mendonça, no entanto, contou à Justiça que o cartel passou a ter efetividade a partir de 2004, segundo ano do governo Luis Inácio Lula da Silva (2003-2010). De acordo com o executivo da Toyo Setal, foi neste momento que as construtoras passaram a negociar com os ex-diretores da estatal Paulo Roberto Costa e Renato Duque – ambos investigados pela Lava Jato – e começou a ocorrer cobrança de propina para que as empresas obtivessem contratos.

Sargento aposentado provoca colisão em Campo Grande

Na tarde desta quinta-feira, por volta das 12h30min, foi registrado um acidente envolvendo dois veículos na BR 110, em frente a Pousada Bahia, na entrada de Campo Grande que liga a Upanema. 
De acordo com as informações, o motorista da Strada Vermelha deu ré sem olhar para trás e colidiu com um veículo Corsa Branco que estava logo atrás.
Os mesmos não entraram em acordo e a Polícia Rodoviária Federal foi acionada para os procedimentos de praxe.  O Sargento da Reserva, Benigno, da cidade de Upanema, digiria a Strada Vermelha. O motorista do Corsa Branco é campograndense, mais conhecido por Júnior.

Fotos e informações: Blog CG na Mídia.

Dilma atrasa pagamento do PRONATEC

De acordo com levantamento da Tribuna do Norte, a dívida do Pronatec no Rio Grande do Norte do Norte é superior a R$ 4 milhões. Segundo a publicação, os atrasos no estado chegam a cinco meses e atingem as escolas e instituições federais como o IFRN, a Escola Agrícola de Jundiaí e as do Sistema Nacional de Aprendizado (SNA), como o Senac.
O último repasse do Pronatec no RN foi referente ao mês de outubro do ano passado. De acordo com as regras gerais do programa, os repasses às entidades (sejam particulares ou públicas) devem ser feitas até 45 dias após a confirmação da presença dos alunos no sistema Sistec, cuja data limite é o dia 20 de cada mês.

A Folha de São Paulo publicou na última quinta-feira, 19, matéria onde aponta que o governo deixou de pagar aulas dadas desde outubro por 500 escolas privadas credenciadas no programa.

De acordo com nota pública divulgada ontem (19) pelo Ministério da Educação (MEC), o Governo Federal possui uma dívida referente aos três últimos meses de 2014 com escolas particulares que fornecem cursos técnicos subsequentes. Foi autorizado o repasse de R$ 119 milhões para “regularizar o fluxo de pagamento”, em todo o país, segundo o ministério.

Segundo a Tribuna, somente no segundo semestre de 2014, o IFRN teve 3.681 matrículas realizadas em 16 dos 21 campi do Estado. Os cursos oferecidos pela instituição tem foco na formação continuada, com carga horária de 160h a 360h.

Nota do Blog: A presidenta Dilma na campanha passada adotou um projeto de governo eivado de mentiras para tentar enganar o povo brasileiro. O candidato derrotado, senador Aécio Neves, alertou a população sobre todos esses males que estão acontecendo: Baixo ou nenhum crescimento da economia, aumento da inflação, atraso no pagamento dos programas governamentais, aumento da criminalidade, da corrupção e da falta de governo neste País. Não deu outra, tudo às claras. A turma do PT faliu a PETROBRÁS, sem falar no MENSALÃO, quebrou as Prefeituras e quem paga o pato somos nós, brasileiros, brasileirinhos (as)...

Levy admite que o Brasil terá recessão

No dia em que o mercado estimou, pela primeira vez, um resultado negativo para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2015, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, admitiu a investidores norte-americanos que o Brasil poderá ter recessão neste ano. Apesar disso, o país conseguirá, garantiu, cumprir a meta de superavit primário prometida por ele, ainda em 2014, de 1,2% do PIB ou R$ 66 bilhões.
Em palestra para investidores em Nova York, o ministro reconheceu que o Brasil derrapou no quesito fiscal em 2014, mas afirma que a situação já está sendo corrigida. Segundo ele, “há muito ainda a ser feito” e a “consolidação vai continuar”. Na apresentação para os 185 presentes, Levy estimou um superavit — economia realizada pelo governo para pagamento dos juros da dívida — de 2% do PIB para 2016 e 2017 e garantiu que a projeção está em linha com o mercado.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!

O título desta postagem está fazendo parte do currículo de muita gente em Janduís. Leio na mídia a informação de que alguns colegas professores em reunião ontem à tarde decidiram entrar em greve ou fazer uma parada de advertência pelo fato de, segundo os autores da iniciativa, a administração municipal não estar atendendo as reivindicações da categoria.

É legítimo o movimento da classe educacional por direitos que há muito tempo vêm sendo violados ou descumpridos, como queiram. O que (não) me surpreende é a participação de alguns personagens que nada fizeram por nós professores quando estiveram no poder. Ao contrário, nos perseguiram, oprimiram, caluniaram. Até diziam assim: "Enquanto eles latem, nós estamos aqui". Pasmem!

Por qual motivo os atuais salvadores da pátria não frequentavam os atos públicos e as reuniões do sindicato? Por que os que ocuparam cargos ou apoiavam a gestão passada não encontraram uma solução para o caso quando deviam ou podiam? É muito fácil encontrar a receita para o alimento dos outros...Qual interesse há por trás de tudo isso?

Senão vejamos: O piso/plano está congelado desde 2011, a ajuda de deslocamento foi retirada em 2011, não recebemos o mês de dezembro e o décimo terceiro de 2012. A conta é gorda, mas tem gente não apenas da atual gestão que esqueceu de nos pagar. Longe de mim, um simples servidor público e representante do povo janduiense, querer olhar para o retrovisor.

Agora, paciência, vamos discutir a questão com seriedade, vendo o que é melhor para todos e não somente para o nosso bolso, deixar de tratar a questão com sentimento de revanchismo ou proselitismo político. Sou adepto de ver o que pode ser feito e como pode ser executado em prol dos professores, sentar à mesa, analisar os dados e ver o que financeiramente pode ser garantido para que ninguém tenha perda.

Sou a favor do diálogo com responsabilidade, como sempre fui, defendo que haja uma definição dessa querela que vem constrangendo a todos nós, educadores. Porém, precisamos ter consciência e observar quem realmente está querendo resolver a situação dentro dos limites, de forma independente, sem teor político-partidário.

Joaquim Barbosa e Sérgio Moro criticam Ministro da Justiça

O ex-Ministro do STF Joaquim Barbosa e o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação lava jato criticaram duramente a atitude do Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo por ter recebido os advogados dos réus envolvidos nos diversos escândalos na Petrobrás.

Para Moro "é intolerável a iniciativa do ministro em tratar do andamento dos processos, no que diz respeito a ação policial". De acordo com Moro, ao procurar o ministro da Justiça, os advogados estariam tentando “obter interferência política” no processo judicial.
Joaquim Barbosa criticou duramente o fato "Se você é advogado num processo criminal e entende que a polícia cometeu excessos/deslizes, você recorre ao juiz. Nunca a políticos!”, escreveu o ex-ministro no Twitter, na madrugada de terça-feira. “Os que recorrem à política para resolver problemas na esfera judicial não buscam a Justiça. Buscam corrompê-la. É tão simples assim.”

Rebatendo a desculpa de alguns petistas que não querem reconhecer o absurdo e dizem que ele (Barbosa) tem interesses políticos no caso, ele respondeu o seguinte “As reações aos meus posts recentes sobre confusão entre Política e Justiça: meus críticos fingem não saber que hoje sou um cidadão livre. ‘Cidadão livre': livre das amarras do cargo público. Cidadão na plenitude dos seus direitos, pronto para opinar sobre as questões da ‘Pólis’”.