sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Dilma atrasa pagamento do PRONATEC

De acordo com levantamento da Tribuna do Norte, a dívida do Pronatec no Rio Grande do Norte do Norte é superior a R$ 4 milhões. Segundo a publicação, os atrasos no estado chegam a cinco meses e atingem as escolas e instituições federais como o IFRN, a Escola Agrícola de Jundiaí e as do Sistema Nacional de Aprendizado (SNA), como o Senac.
O último repasse do Pronatec no RN foi referente ao mês de outubro do ano passado. De acordo com as regras gerais do programa, os repasses às entidades (sejam particulares ou públicas) devem ser feitas até 45 dias após a confirmação da presença dos alunos no sistema Sistec, cuja data limite é o dia 20 de cada mês.

A Folha de São Paulo publicou na última quinta-feira, 19, matéria onde aponta que o governo deixou de pagar aulas dadas desde outubro por 500 escolas privadas credenciadas no programa.

De acordo com nota pública divulgada ontem (19) pelo Ministério da Educação (MEC), o Governo Federal possui uma dívida referente aos três últimos meses de 2014 com escolas particulares que fornecem cursos técnicos subsequentes. Foi autorizado o repasse de R$ 119 milhões para “regularizar o fluxo de pagamento”, em todo o país, segundo o ministério.

Segundo a Tribuna, somente no segundo semestre de 2014, o IFRN teve 3.681 matrículas realizadas em 16 dos 21 campi do Estado. Os cursos oferecidos pela instituição tem foco na formação continuada, com carga horária de 160h a 360h.

Nota do Blog: A presidenta Dilma na campanha passada adotou um projeto de governo eivado de mentiras para tentar enganar o povo brasileiro. O candidato derrotado, senador Aécio Neves, alertou a população sobre todos esses males que estão acontecendo: Baixo ou nenhum crescimento da economia, aumento da inflação, atraso no pagamento dos programas governamentais, aumento da criminalidade, da corrupção e da falta de governo neste País. Não deu outra, tudo às claras. A turma do PT faliu a PETROBRÁS, sem falar no MENSALÃO, quebrou as Prefeituras e quem paga o pato somos nós, brasileiros, brasileirinhos (as)...

Nenhum comentário:

Postar um comentário