quinta-feira, 27 de outubro de 2011

CIDADANIA PARA TODOS (AS)!

Muito falamos em transparência, honestidade e cidadania para todos e todas. Cada dia mais a juventude janduiense vem demonstrando seu poder de fogo e seu olhar crítico em relação a temas que são cruciais para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Reproduzo na íntegra uma cobrança feita pelo jovem universitário Pedro Henrique Alves, através do blog do amigo Enock Douglas, a fim de que o Poder Público apresente explicações sobre a não concessão de uma moradia para uma senhora, sua vizinha, que sobrevive sem as mínimas condições de higiene e habitação.
"Há poucos dias fiquei sabendo da relação das famílias que serão beneficiadas com casas populares do governo, no qual minha vizinha Tereza Morais da Silva   aguardava ansiosa a ser relacionada, só que mais uma vez sua espera foi em vão, essa é uma espera que dura mais de quatro anos. A mesma vive em uma casa com três de seus seis filhos, casa essa que é cedida por uma família, sem cobrança de aluguel, pois a mesma não tem nenhuma fonte de renda. E não teria como pagar outra residência.

Além do mais a situação da casa é precária e não tem condições de higiene principalmente porque a mesma não dispõe de banheiro, não tendo também segurança, não estou desmerecendo nenhuma família contemplada, mas nossos GOVERNANTES poderiam ter uma atenção mais especial, pois não precisa ser Assistente Social para ver a falta de condições da família que lá reside, acho uma situação lamentável ainda mais porque a dona da propriedade esta precisando do espaço e estava esperando também que a moradora fosse contemplada, isso se torna uma situação constrangedora para ambos os lados.

Escrevi este texto porque me senti comovido e preocupado com minha vizinha e seus filhos, que correm o risco de ficarem sem um teto para morar, então, como cidadão consciente, cobro do governo que divulgue os critérios de seleção que foram utilizados na seleção das famílias e também a lista completa dos beneficiados, para que assim posamos fiscalizar melhor e sabermos se realmente quem foi contemplado merecia mais do que quem ficou sem a casa, em especial a minha vizinha.

Nossos políticos têm a obrigação de garantir boas condições as nossas famílias e nossas crianças, não apenas esperar o período das eleições para agir, e com isso se favorecer com a proximidade do período eleitoral. Esperamos que nossas autoridades ajam de bom senso e imparcialidade, usando da igualdade socialista com nossa população.

Portanto, quero finalizar minhas palavras cobrando também dos nossos legisladores, aos vereadores, que fiscalizem também esta questão, pois a população tem se mostrado cada vez mais participativa e atenta a tudo que acontece em Janduís".

Nota do Blog: Informo ao prezado jovem e demais leitores desta página que o nosso mandato solicitou a Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social a relação dos possíveis beneficiários dos programas habitacionais, principalmente das conhecidas casas populares. A secretaria nos comunicou a relação de beneficiários apenas de um programa de Carta de Crédito, o conhecido programa que o beneficiário entra com uma contrapartida de R$ 4.000,00 (quatro mil reais). O programa de habitação popular ainda não teria feito seleção, mas com esse fato novo vamos voltar a buscar essas informações. O certo é que dona Tereza e tantas outras pessoas de Janduís precisam urgentemente de uma casa e muitas vezes outras pessoas que são contempladas em pouco tempo vendem a casa e quem realmente precisa fica prejudicado. Na Câmara vamos continuar cobrando para que o Poder Executivo publique de forma transparente os critérios estabelecidos e a forma de seleção desses beneficiários, inclusive estamos aguardando a publicação dos nomes porque têm pessoas que já assinaram até documento em cartório e (por motivos escusos) estariam de fora da próxima lista a ser apresentada para consecução do benefício. Estamos e estaremos atentos, sempre na luta por melhores dias para o nosso povo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário