terça-feira, 26 de novembro de 2013

Mensaleiros estão certos; nós, do povo, é que estamos errados

Quanto mais vejo alguns discursos tentando transformar os mensaleiros do PT em coitadinhos, mais eu tenho a impressão que o povo brasileiro está do lado errado. Digo isso porque o fato da grande maioria de nós querer ver aquela quadrilha presa é encarado por alguns tapados ideológicos como se fôssemos "antidemocráticos", "golpistas", como se fizéssemos parte de um esquema político-midiático-catastrófico que só visa tirar o partido do poder.

Ora, caro leitor, os caras foram presos porque usaram dinheiro público para comprar voto de parlamentar. E ponto. Existem provas e mais provas. De depoimentos às investigações da Polícia Federal ficou tudo mais do que provado. O que eles queriam? Que por serem do PT fossem perdoados? A Justiça tem e deve ser feita, doa em quem doer. Seja de qual partido for.

Lugar de bandido é na cadeia, independente se tem ou não o colarinho branco. Este país precisa parar de conviver com a impunidade. Veja o caso dos Sanguessugas. Já se passaram sete anos, alguns dos acusados já morreram e nada de sentença. E olhe que o processo ainda está na primeira instância. É ruim para todos os lados. Certamente os mensaleiros acreditavam que iriam no mesmo caminho. A diferença é que agora o julgamento andou.

Não sou ingênuo de não achar que haja interesse de grandes grupos no enfraquecimento do Governo. Mas é preciso se separar o joio do trigo. Não dá para ficar nessa conversa mole "PIG", como se a mídia brasileira fosse a responsável por todas as mazelas do Governo do PT. Não foram os jornalistas que criaram o mensalão. Foi o PT e isso está provado. E estamos conversados.

O que mais me preocupa, no entanto, é a articulação de grupos midiáticos pró-Governo, criando a ideia de que todos que pensam diferente da corrente política ora ocupante do Palácio do Planalto, devem ser satanizados. É uma verdadeira perseguição contra todos que pensam diferente. Mesmo que não tenham qualquer ligação com qualquer partido. Logo são tachados de reacionários, golpistas ou até antidemocráticos. Menos, gente. Admitam que há bandidos no PT do mesmo jeito que em outras legendas. A grande diferença é que as outras legendas não ficam tachando quem pensa diferente de golpistas ou coisa parecida.

Reafirmo, antes que algum tapado ideológico venha querer me amolar: votei em Lula duas vezes e em Dilma no ano passado. Mas não vou me calar diante dessa conversa mole de PIG e outras baboseiras do gênero. A democracia foi muito cara para que o projeto de poder permanente da esquerda brasileira se transforme em novas amarras contra o nosso povo. Mesmo que essas sejam disfarçadas de "mídia progressista" e coisas do gênero.

Nota do Blog: Este texto é do jornalista Pedro Carlos, um dos melhores profissionais que já conheci no meio jornalístico. Tenho arquivado muitos artigos seus, os quais me servem de inspiração e ampliam de forma significativa os meus conhecimentos. Parabéns! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário