segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Fatores que contribuem para qualidade e para o baixo desempenho de escolas públicas

Identificar os principais aspectos que garantem a qualidade das escolas das redes municipal e estadual do Rio Grande do Norte, assim como os principais problemas que comprometem um melhor desempenho das instituições de ensino localizadas na capital potiguar. 

Esses são os principais objetivos da pesquisa que ouviu os gestores das escolas e foi realizada pelo Observatório da Educação do RN, um projeto desenvolvido em parceria pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) e o Sindicato das Indústrias de Construção Civil (Sinduscon/RN). 
O estudo buscou dar sentido aos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), divulgados pelo INEP/MEC, ainda no ano de 2011, e mapeou as escolas estaduais e municipais do Rio Grande do Norte que atingiram médias a partir de 5,0 e as escolas estaduais e municipais, localizadas em Natal, com médias 3,0 e menos. 

“Aprendermos com as escolas que alcançaram índices mais altos e também com aquelas com índices mais baixos é fundamental para a promoção de políticas públicas que fortaleçam todas as escolas. Sabermos o que os gestores identificam como pontos fortes e também os problemas que enfrentam, é valioso”, afirma a diretora executiva do IDE e coordenadora do estudo, Cláudia Santa Rosa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário